Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

De repente já nos trinta

De repente já nos trinta

Movie Review | Fragmentado

06.02.17, Girl About Town

default.jpg

 

Fui ao cinema no fim de semana passado ver este filme que já queria ver desde que vi o trailer pela primeira vez.

Adoro thrilers psicológicos ainda mais quando se baseiam em personagens que sofrem de uma qualquer doença mental, não sei mas para mim parece que lhes confere uma certa veracidade.

Kevin é um homem onde habitam 23 personalidades distintas, todas muito distintas uma das outras se por um lado umas dessas personalidades são inofensivas outras demonstram uma capacidade para fazer coisas terríveis.

maxresdefault.jpg

É uma dessas personalidades que leva Kevin a raptar três jovens deixando-as em cativeiro, guardando-as para uma nova identidade a 24ª.

O filme é muito bem estruturado, apesar de se situar entre o Thriller e o terror chega a nos fazer rir em determinados momentos.

O filme mostra-nos a brutalidade de uma doença mental e para mim foi impossível não sentir pena do Kevin que devia ser a única pessoa a"habitar" naquele corpo.newg_3.jpg

O filme alia a parte psicológica da coisa, mostra-nos uma pessoa que sofre de um transtorno de personalidade múltipla e ao mesmo tempo revela-nos uma parte meio sobrenatural que nos mostra que este individuo poderá ser capaz de coisas impensáveis.

Os protagonistas James McAvoy e Anya Taylor-Joy fazem um trabalho brilhante, principalmente James McAvoy que consegue nos mostrar as diferentes identidades do seu personagem com uma mestria incrível, as vezes chega a ser assustador.

Anya Taylor-Joy também demonstra ser uma atriz com um potencial a ter em conta.

Gostei bastante.