Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De repente já nos trinta

De repente já nos trinta

Livro # 8 | 2019 | A mulher à janela

05.05.20, Girl About Town

500x.jpg

Sinopse

Anna Fox não sai à rua há dez meses, um longo período em que ela vagueou pelos quartos da sua velha casa em Nova Iorque como se fosse um fantasma, perdida nas suas memórias e aterrorizada só de pensar em sair à rua. A ligação de Anna ao mundo real é uma janela, junto à qual passa os dias a observar os vizinhos. Quando os Russells se mudam para a casa em frente, Anna sente-se desde logo atraída por eles - uma família perfeita de três pessoas que a fazem recordar-se da vida que já teve. Mas um dia, um grito quebra o silêncio e Anna, da sua janela, testemunha algo que ninguém deveria ter visto e terá de fazer tudo para encobrir o que presenciou . Mas mesmo que decida falar, irá alguém acreditar nela? E poderá Anna acreditar em si própria?
Um thriller eletrizante onde nada nem ninguém é o que parece.

 

Confesso que li este livro inicialmente devido a todo o barulho que havia à volta do mesmo, até com a promessa de ser adaptado ao cinema.

Gosto muito destes livros em que a personagem principal neste caso Anna é uma pessoa cheia de falhas, sofre de agorafobia, um pânico de sair de casa que faz com que ela esteja sem sair de casa há mais de dez meses, apenas tendo contacto com o seu marido e a sua filha.

Vai vivendo a sua vida através da janela, da observação que faz dos vizinhos e quando vê o que pensa ser um crime a sua vida passa a focar-se naquilo.

Sendo uma personagem com uma doença grave como a agorafobia, com tendência para beber de mais, não tomar a medicação, acabamos por passar metade do livro sem saber muito bem se o que ela viu é real ou não.

Isso torna o livro interessantíssimo.

Inicialmente não percebemos o que causou a agorafobia de Anna e passamos grande parte do livro sem o perceber o que no meu caso fez com que eu meio que não compreendesse a personagem causando-me até uma certa irritação.

Quando percebemos o porque do medo de Anna sair de casa comecei instantaneamente a olhar para a personagem de uma outra forma.

Os momentos finais do livro são realmente surpreendentes.

Se alguém por aqui ainda não leu super recomendo.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.