Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De repente já nos trinta

De repente já nos trinta

Livro # 11 | A livraria dos finais felizes

02.05.18, Girl About Town

250x (2).jpg

Sinopse

Se a vida fosse um romance, o da Sara certamente não seria um livro de aventuras. Em vinte e oito anos nunca saiu da Suécia e nenhum encontro do destino desarrumou a sua existência. Tímida e insegura, só se sente à vontade na companhia de um bom livro e os seus melhores amigos são as personagens criadas pela imaginação dos escritores, que a fazem viver sonhos, viagens e paixões. Mas tudo muda no dia em que recebe uma carta de uma pequena cidade perdida no meio do Iowa e com um nome estranho: Broken Wheel. A remetente é uma tal Amy, uma americana de 65 anos que lhe envia um livro. E assim começa entre as duas uma correspondência afetuosa e sincera. Depois de uma intensa troca de cartas e livros, Sara consegue juntar o dinheiro para atravessar o oceano e encontrar a sua querida amiga. No entanto, Amy não está à sua espera, o seu final, infelizmente, veio mais cedo do que o esperado. E enquanto os excêntricos habitantes, de quem Amy tanto lhe tinha falado, tomam conta da assustada turista (a primeira na história de Broken Wheel), Sara decide retribuir a bondade iniciando-os no prazer da leitura. Porque rapidamente percebe que Broken Wheel precisa de um pouco de aventura, uma dose de auto-ajuda e, talvez, um pouco de romance. Em suma, esta é uma cidade que precisa de uma livraria. E Sara, que sempre preferiu os livros às pessoas, naquela aldeia de poucas gente, mas de grande coração, encontrará amizade, amor e emoções para viver. E finalmente será a verdadeira protagonista da sua vida.

 

Nem sei por onde começar a falar sobre este livro, fiquei com imensa curiosidade depois de ver um post sobre ele no blog da Just, entretanto o tempo foi passando até que numa ida à biblioteca dou de caras com ele.

Lá decidi que viria comigo para casa e acabou por seguir viagem comigo para Inglaterra que foi onde acabei por o ler, em dois, três dias.

E é um livro, tão, tão bom, é daqueles livros que nos fazem sonhar, que nos fazem apaixonar ainda mais por livros.

Acho que nada do que eu possa dizer sobre o livro vai descreve-lo com a perfeição que ele merece por isso recomendo todos a lê-lo, é mesmo muito bom!

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.