Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De repente já nos trinta

De repente já nos trinta

Baby on Board | Um bebé muito planeado

05.02.20, Girl About Town

transferir (1).jfif

 

Agora que já vos revelei a nossa grande novidade para 2020 vou contar-vos um pouco da nossa historia até aqui.

Ora eu sempre tive o sonho de ser mãe, também sempre quis ser mãe nova.

Com toda a instabilidade que tive nos últimos anos fui sempre obrigada a adiar este sonho, esperando sempre pela altura certa.

Eu acredito honestamente que não há altura 100% certa, até porque nunca estamos 100% preparados para a responsabilidade que é um filho.

No entanto é preciso termos condições emocionais e financeiras para poder ter um bebé.

Desde os primórdios da minha relação que eu e o meu homem falávamos sobre o tema filhos.

Sempre quisemos os dois mas o meu homem sempre disse que queria esperar para podermos viajar um pouco, aproveitamos mais um pouco a vida, termos casa, trabalho, as coisas mais orientadas portanto e até que ele se sentisse realmente preparado.

Eu sempre fiz questão de respeitar a vontade dele pois se houve coisa que eu nunca quis foi forçar uma gravidez, acho que nestas coisas temos que estar os dois enquanto casal 100% de acordo.

Assim o fizemos, aproveitamos mais um ao outro e tivemos a criar condições para ter um bebé.

Quando percebemos que estava na altura, eu já estava com muita vontade de ser mãe, o meu homem também já sentia que era o momento, fomos os dois ao medico, realizamos os dois análises especificas para ver se estava tudo bem e deixei oficialmente a pílula depois de ter o ok da médica.

Durante os três meses seguintes depois de deixar a pílula tivemos sempre algum cuidado para evitar uma gravidez, pois a minha medica aconselhou-me a começar a tentar só depois dos três meses sem pílula, e também depois de três meses a fazer suplemento com acido fólico.

Sei que aqui muita gente vai achar desnecessário esperar, até há pessoas que engravidam logo mal deixam de tomar a pílula mas como eu não estava assim com tanta pressa achei por bem esperar até para limpar o organismo de tantos anos de pílula, foram mais de 8 anos a tomar.

fotos-de-gravidas-estilo-tumbler-ensaio-gestante-c

Quando estamos a tentar engravidar, e não só, é importante percebermos como funciona o nosso ciclo.

Eu sempre fui muito certinha, sempre tive ciclos de 28 dias mesmo sem a pílula, quando deixei a pílula fiquei à espera que os ciclos se tornassem irregulares mas não, continuaram certinhos, 28 dias. Isto acaba por ser bem mais fácil para quem quer engravidar, pois determinamos mais facilmente quando é o nosso período fértil.

Eu honestamente sempre pensei que engravidar era fácil, eu achava que bastava deixar de tomar a pílula que a coisa acontecia mas a verdade é que não é bem assim.

Para ajudar é fundamental conhecermos o nosso ciclo e por vezes fazermos uso de algumas técnicas como medir a temperatura basal, ou fazer  testes de ovulação, estes acho que são mesmo fundamentais para quem tem um ciclo mais irregular.

Eu fiz uso de testes de ovulação por dois ciclos para perceber quando era o período fértil e o dia mais aproximado para ovulação.

Depois de percebermos isto tudo se torna mais fácil.

Eu fiz analises em Outubro de 2018, deixei a pílula logo após ter o ok da médica e só em Abril é que começamos a tentar a serio, sendo que no verão fiz ali uma pausa, pois como ia viajar de avião em Setembro e devido ao meu pânico de andar de avião( acho que nunca falei disso por aqui?!) só viajo com uma dose cavalar de calmantes não queria estár grávida pois ai não poderia tomar medicação e tinha medo que a ansiedade fizesse mal ao bebé.

Sendo assim, demorei sensivelmente seis meses a engravidar, o normal penso eu.

E passados estes meses aqui estou eu grávida de 17 semanas

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.