Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De repente já nos trinta

De repente já nos trinta

Livro # 47 | Até que sejas minha

16.10.17, Girl About Town

Ate-que-Sejas-Minha.jpg

 

Ela tem algo que outra pessoa quer. A qualquer custo… 

Claudia parece ter a vida perfeita. Está grávida, vai ter um bebé muito desejado, tem um marido que a ama, embora ausente, e uma casa maravilhosa. 

Depois, Zoe entra na vida dela. Zoe foi contratada para a ajudar quando o bebé nascer, e parece a pessoa certa para o cargo. Mas há qualquer coisa nela de que Claudia não gosta e que a faz desconfiar. Quando encontra Zoe no seu próprio quarto, a remexer nos seus bens pessoais, a ansiedade de Claudia torna-se um medo bem real… 

 

Este é daqueles livros que eu nem queria fazer review, não por não ter  gostado, muito pelo contrario mas este é daqueles livros que se eu começo aqui a contar muito posso estragar a experiência de leitura para quem ainda não leu e quer ler este livro.

Sendo assim este livro é o primeiro de uma serie protagonizada pela detetive Loraine Fisher.

O livro acaba então por se dividir na protagonista Loraine Fisher que neste livro começa por ter um papel um pouco secundário e pela Cláudia.

Cláudia esta já no fim da gravidez, com uma casa, um emprego exigente e mais dois filhos para cuidar.

Devido a  isto tudo decide procurar uma ama, alguém que a ajude a tomar conta de tudo e é nesta altura que aparece Zoe, uma mulher que parece ser a ama perfeita mas que para Cláudia esconde alguma coisa.

Enquanto isso Loraine vai passando  por varias provações a nível pessoal e profissionalmente investiga a morte de varias mulheres gravidas e dos seus bebes.

O livro é muito, muito bom, é cheio de mistérios e reviravoltas com um final surpreendente.

 

 

 

 

 

Beauty Review | Tónico Botânico Skin Active | Garnier

10.10.17, Girl About Town

AirBrush_20170817230529.jpg

 Quem tem a pele oleosa sabe que o tónico é um passo fundamental na nossa rotina, sendo assim ando sempre à procura de novos tónicos para testar.

Este da Garnier chamou-me muito a atenção por ter na sua maioria ingredientes de origem natural.

Já estou a usar há imenso tempo e até agora estou a gostar, é um tónico que deixa a pele com uma sensação de frescura e bem limpa.

Inicialmente estava a usar todos os dias de manhã e à noite mas agora apenas uso de noite e apenas três vezes na semana, explico porquê num outro post mas não tem nada a ver com o produto mas sim com  a minha rotina de pele que mudou bastante.

O tónico é assim aquele produto que eu acho difícil de avaliar pois os resultados muitas vezes não são tão óbvios.

Para já estou contente com este tónico pois não agravou a oleosidade  da minha pele nem deixou a minha pele demasiado sensível.

Tem feito bem o seu trabalho e penso que com a ajuda dos restantes produtos que estou a usar no momento tem ajudado imenso  a minha pele.

 

 

Livro # 46 | A criança de fogo

09.10.17, Girl About Town

500x (2).jpg

Sinopse
 

Com a família, ela aprendeu a conviver com as ilusões. Mas até quando conseguirá manter a mentira? Ao casar com David, Rachel sente que a sua vida se aproxima da perfeição. Troca a agitação londrina pelo vale encantador de Carnhallow, na Cornualha, e encontra, finalmente, paz e um amor vibrante, além de se tornar madrasta de uma criança adorável, Jamie. Mas cedo se desvanece o cenário idílico. Jamie demonstra comportamentos estranhos, fazendo previsões alarmantemente reais, e revelando que Nina, a sua falecida mãe e primeira mulher de David, ainda vive entre eles, naquela casa. Assombrada por esta história e pelos seus próprios fantasmas, Rachel começa a remexer no passado pesaroso daquela família… Qual a verdade sobre o acidente mortal de Nina? Será que David mente? E se sim, porquê? Quando o verão termina e se aproxima dezembro, Rachel começa a temer a veracidade das palavras de Jamie: Tu vais morrer no dia de Natal.

 

Andava há imenso tempo com vontade de ler este livro, adorei o anterior então este autor sem dúvida despertou a minha  curiosidade.

A historia passa-se na Cornualha e começa com a ida de Rachel para lá para viver com o marido David depois do casamento.

Inicialmente tudo corre bem, Rachel parece ter conseguido alcançar a vida perfeita mas aos poucos tudo se vai desvanecendo.

Rachel começa a perceber que Jamie o filho de David e seu enteado parece não ter superado a morte da mãe e acredita que ela ainda vive entre eles.

Aos poucos coisas estranhas vão acontecendo fazendo com que Rachel fique cada vez mais assustada chegando mesmo  a temer pela sua vida quando Jamie lhe diz que esta vai morrer no dia de Natal.

O livro divide-se por capítulos que vão indicando os dias que faltam para o Natal o que nos dá logo a entender que aquele dia será uma parte importante no livro.

A historia vai nos levando para tantas direções diferentes que eu confesso que não fazia ideia do que esperar e eu adoro isso num livro, quando nos consegue surpreender do principio ao fim.

O final então foi tudo o que eu não estava à espera.

Um livro muito bom e de leitura rápida.

 

 

 

Livro # 45 | A Mulher Silenciosa

05.10.17, Girl About Town

_c4aa73154a1bd945d357435e74d02464cfeca0c3.jpg

Sinopse

Jodi Brett e Todd Gilbert vivem juntos há 22 anos, num confortável apartamento em Chicago com vista para o lago. Os dias decorrem numa tranquilidade aparente, à medida que a sua relação se vai lentamente consumindo. Até ao dia em que Jodi fica a saber que Todd tem um relacionamento sério com a filha de um dos seus melhores amigos, Natasha Kovacs. Em estado de negação, Jodi não reage quando Todd lhe diz que vai casar com Natasha ou quando a avisa de que ela terá de abandonar o apartamento onde vivem. Mas este será, para Jodi, um ponto de viragem sem regresso possível. 

 

Este é um daqueles livros que nos faz pensar, Jodi é uma mulher que durante vinte anos teve numa relação, aparentemente vivia a vida perfeita mas na realidade o seu "casamento" há muito tinha acabado embora Jodi e o marido nada fizessem a essa respeito.

Todd traía Jodi constantemente e esta mesmo sabendo era como se nada fosse, ia aceitando que ele no fim voltava para casa até ao dia em que descobre que Todd mantém um relacionamento com a filha do seu melhor amigo e que esta está grávida.

Todd decide ficar com Natasha e dá trinta dias para que Jodi deixe a sua casa, a casa onde viveu durante vinte anos.

Este livro vai sendo narrado pelos dois então acabamos por ter a  perspetiva dos dois o que é muito interessante.

E é esta parte que dá que  pensar, na cabeça de Todd ele não esta a fazer nada de errado, queria manter o seu casamento com a  esposa perfeita do qual foi perdendo o interesse ao longo dos anos e ao mesmo tempo ia mantendo um relacionamento com uma mulher mais jovem que na cabeça dele o ia "mantendo" jovem e lhe oferecia mais excitação que Jodi.

Pelo lado de Jodi, esta queria que a sua vida não mudasse, queria manter a sua casa e o seu estilo de vida e em função disso foi aceitando muita coisa.

Realmente gostei deste livro e da forma como a historia foi conduzida até um final que eu adorei.

Super recomendo, o livro é bem pequeno então lê-se num instante.

 

 

 

 

TAG | 10 Perguntas de Beleza

04.10.17, Girl About Town

maquilhagem in beauty.jpg

 

TAG! há imenso tempo que não respondia a uma TAG e eu adoro.

Hoje vou responder a 10 perguntas de beleza, que na verdade são 9.

Fui nomeada pela Joana então obrigada Joana!

 

- Qual é o teu tipo de pele?

A  minha pele é mista a oleosa.

Mais oleosa na zona T e menos no resto do rosto. E por falar em pele brevemente vão começar a sair aqui no blog vários posts sobre a pele oleosa, com dicas, produtos e muitas outras coisas.

 

- Sais de casa sem protetor solar?

No verão nunca, uso protetor solar diariamente mas confesso que no inverno sou um pouco desleixada com esta questão embora o meu BB cream, já tenha fator de proteção acho que devemos usar sempre protetor solar por baixo.

 

- Tens ou já tiveste acne?

Infelizmente tive muito acne quando era adolescente e foi muito difícil de controlar, brevemente também falarei sobre isso, hoje em dia esta bem melhor mas ainda não tenho a  pele que eu quero, ainda tenho muito a melhorar.

 

- Qual é o teu batom favorito?

Não tenho assim um batom favorito até porque de vez em quando gosto de variar mas sem duvida que o que uso mais são dois, um nude da Catrice e um rosa velho nude da Kiko.

 

- Preferes lápis ou eyeliner?

Adoro os dois então depende do dia, há dias que prefiro o lápis e outros o eyeliner.

 

- És desastrada enquanto te maquilhas?

Nada! Até sou bem ajeitadinha.

 

- Usas BB Cream?

Sim, diariamente uso um BB cream da Kiko de que irei falar aqui no blog em breve.

 

- Quem é a tua maior inspiração no que toca a maquilhagem?

Poderia dizer várias mas vou ter que falar da Camila Coelho porque foi com ela que aprendi a me maquilhar.

 

- Qual é a tua opinião acerca do uso de maquilhagem?

Quem gosta usa quem não gosta não usa e nem um nem outro tem o direito de criticar quem opta por usar ou não usar.

Cada um deve fazer aquilo que considera que lhe faz mais feliz isto é com tudo na vida e com a  maquilhagem também.

Se me faz feliz usar maquilhagem seja porque razão for então porque não o fazer?

A história da minha pele

02.10.17, Girl About Town

cuidados-especificos-para-cada-tipo-de-pele-10.jpg

 

Desde sempre que tenho muitas preocupações com a minha pele e este cuidado começou lá bem na adolescência quando começaram a me aparecer as primeiras borbulhas.

Tinha eu cerca de 13, 14 anos quando apareceram as primeiras, começaram por ser pequenas borbulhas mas com o avançar da idade a coisa foi piorando.

Com 16 anos a coisa estava muito má, muitas borbulhas, pele super oleosa e nada do que eu fizesse parecia resultar, foi mais ou menos nesta altura que eu comecei a  ter mais cuidado com a pele, principalmente a nível de lavar bem o rosto de manha e de noite.

Comecei a usar uns cremes que a minha mãe me foi comprando mas continuava sem grandes melhorias.

A frustração era enorme, quem já sofreu com acne sabe que não é fácil, ainda mais numa idade daquelas em que a nossa auto-estima não é a melhor, tudo nos magoa e os nossos próprios colegas fazem pouco de nós, lembro-me que muitos colegas gozavam comigo por causa das borbulhas e na altura sofri bastante, ainda mais quando tentava fazer de tudo e nada resultava.

Foi então que a minha mãe me levou a uma dermatologista.

A consulta foi a coisa mais básica de sempre nada daquilo que eu estava  à espera, errada ou não achei que me fosse ser feito alguma coisa, eu estava a espera de um milagre e basicamente só me disseram que tinha a pele oleosa, receitaram-me uma carrada de cremes e foi isto.

Lá fui à farmácia e gastei toda uma fortuna em mil cremes que infelizmente não fizeram nada.

Ainda me lembro da sensação de esperança quando comprei aqueles cremes, estava mesmo convencida que me iam ajudar.

Usei tudo religiosamente mas sempre sem grande efeito até que me recomendaram que começasse a tomar a pílula.

E assim foi, depois de uma consulta com a minha médica de família comecei então a  tomar a  pílula, na altura  a Diane que como muitos já devem conhecer é uma pílula bastante famosa e não pelas melhores razoes.

Apesar de tudo a Diane era na altura uma pílula bastante recomendada para tratar problemas de acne.

E resultou? Muito, foram precisos uns seis meses mas a minha pele ficou muito menos oleosa, eu diria normal mesmo e as borbulhas apesar de nunca terem desaparecido completamente amenizaram bastante.

Como a Diane é uma pílula muito pouco recomendada, ao fim de uns anos tive que  deixar e passar para uma mais leve que já não tinha qualquer coisa a ver com a pele.

Como resultado a pele voltou a ser bem mais  oleosa mas não com tantas borbulhas como antes, mas ainda com algumas.

Hoje a minha pele é assim, oleosa, bastante mais no verão do que no inverno, na estação mais fria dá uma melhorada e continua a me aparecer uma borbulha aqui e ali.

Mesmo a  minha acne mudou, não tenho aquelas borbulhas que inflamam  tenho mais umas pequenas borbulhas que apesar de não se notarem muito me incomodam.

Como resultado da pele oleosa tenho também os poros mais abertos na zona do queixo, nariz e testa, pontos negros nem vê-los, pelo menos isso.

E basicamente é esta a historia da minha pele, queria falar sobre sito pois percebi que durante muitos anos tenho andado a fazer algumas coisas que provavelmente não ajudaram nada a minha pele e quero agora mudar isso.

Como não posso voltar a tomar pílulas para melhorar a pele quero tentar fazer isto de forma mais natural mas sempre com a ajuda de vários produtos.

Daqui para a frente vou falar mais sobre a pele oleosa e sobre algumas dicas e procedimentos que tenho feito para tentar tratar a mesma assim como alguns produtos que tenho testado.

Lembrando sempre que é a minha pele e cada pele é uma pele.

 

Livro # 44 | As Raparigas Cintilantes

02.10.17, Girl About Town

image.jpg

Sinopse

Dizem que o que não nos mata torna-nos mais fortes. E se a morte voltar para tentar de novo?

CHICAGO, 1931: Harper Curtis, um vagabundo paranoico e violento, dá de caras com uma casa que possui um segredo tão chocante como a natureza distorcida de Curtis: permite viajar entre o passado e o futuro. Ele usa-a para perseguir as suas raparigas cintilantes - e tirar-lhes o brilho de uma vez por todas.

CHICAGO, 1992: Diz-se que o que não nos mata nos faz mais fortes. Experimente dizê-lo a Kirby Mazrachi, cuja vida ficou devastada depois de sofrer uma brutal tentativa de assassínio. Continua a tentar encontrar o agressor, tendo como único aliado Dan, um ex-repórter de crime que cobrira o seu caso anos antes.
 

Andava para ler este livro há imenso tempo mas só recentemente é que decidi ir pegar nele.

Inicialmente pensei que seria um policial típico mas enganei-me redondamente, este livro tem aquela característica do "sobrenatural" que o faz diferente da maioria, nem melhor, nem pior, diferente.

O foco principal desta historia é Harper Curtis uma estudante de jornalismo que alguns anos atrás foi vitima de um ataque brutal por parte de um assassino em serie que nunca foi apanhado.

Harper sobreviveu e agora quer encontrar o seu assassino.

Do outro lado temos o assassino que descobriu uma casa onde pode viajar no tempo e é assim que ele vai matando várias raparigas sem nunca ser apanhado.

O livro não fosse a parte de viajar no tempo seria um policial como outro qualquer, mas esta característica faz com que o livro seja mais interessante apesar de eu não ser fã de livros que envolvam fantasia.

Não é o meu livro favorito se sempre mas

proporciona um bom momento de leitura.

 

 

 

 

 

 

 

Pág. 2/2